astrologia-e-lideranca

Astrologia e liderança: descubra como potencializar sua carreira

Ocupar um cargo de liderança é uma grande responsabilidade. Isso porque ser líder requer habilidades e características essenciais para um ambiente harmônico e produtivo. A liderança é a capacidade de fazer com que um grupo de pessoas queira executar as ideias de uma pessoa (o líder) em prol de um valor em comum. O verdadeiro líder não tem subordinados, mas sim seguidores. Existem diversas formas de capacitação para o desenvolvimento de bons líderes: cursos, workshops, treinamentos e.. a astrologia.

Você deve estar se perguntando: o que a astrologia tem a ver com a minha carreira? A Astrologia é um vasto saber que abrange várias esferas de vida. A carreira ou vida profissional são algumas delas. Quando se analisa o mapa de nascimento de uma pessoa é possível saber, através da compreensão de sua personalidade e suas forças, quais atitudes e comportamentos podem ser melhor utilizadas em prol de sua carreira. Nesse sentido, o conhecimento astrológico contribui para que você tenha mais consciência de suas qualidades e explore ao máximo seus potenciais.

Há fatores astrológicos capazes de impactar de forma positiva ou negativa na sua carreira, é preciso saber explorá-los. O mapa astral é considerado o DNA cósmico da pessoa, através de técnicas de interpretação identificamos fatores que favorecem a sua carreira e outros que podem ser sabotadores. Por isso, a importância de ter consciência tanto de suas forças quanto das dificuldades, para usá-las de forma mais estratégica.

Quando falamos em estratégia, o processo de autoconhecimento também tem papel fundamental na construção de uma imagem profissional eficaz. Isso porque o resultado desse processo mostrará quais são suas qualidades, valores, desafios, potências e outros. Com isso, você se torna apto a fazer escolhas que proporcionem um impacto positivo na sua vida pessoal e profissional.

Uma posição de liderança, como mencionei no início desse post, exige a capacidade de transformar colaboradores em seguidores. Isso acontece porque a percepção sobre você muda, sendo visto como agregador em vez de alguém que apenas dá ordens. Dessa forma, existem vários tipos de liderança. De acordo com os signos e as posições dos planetas no seu mapa astral descobrimos que tipo de liderança você pode exercer, e como pode desenvolver ao máximo esse potencial.

Além de colaborar para o desenvolvimento de características de liderança, a astrologia pode contribuir para a conquista dessa posição. Isso porque uma vez que você conhece as suas forças e seu estilo de liderança é possível potencializá-las ao máximo e assim traçar um plano de ação para colocar essas qualidades em prática. Assim você estará preparado para alcançar seus objetivos! Afinal, como diria Einstein, para obter resultados diferentes é preciso fazer coisas diferentes.

tendências de moda

Tendências de moda: como usá-las de forma estratégica para a sua imagem

Durante o ano surge uma infinidade de tendências de moda, criadas por estilistas famosos ou através de movimentos culturais, street style e outros. Apesar de relacionarem moda com imagem, muitas pessoas podem transmitir uma imagem distorcida por não avaliar as tendências de forma estratégica. Isso acontece porque elas se esquecem de algo essencial para a criação de uma boa imagem. Que uma identidade visual eficaz deve levar em consideração a sua essência e personalidade. Ao aderir a uma tendência que não esteja alinhada com quem você é, ou com os seus objetivos de imagem, pode gerar uma percepção equivocada sobre você.

Como sempre gosto de enfatizar a nossa imagem é o nosso cartão de visitas, seja na vida pessoal ou profissional. Ela é responsável pela primeira (e também outras) impressão que causamos nos outros. Como a imagem é formada não só pela aparência, mas também por gestos, tom de voz e comportamento a sua
importância para a vida de qualquer pessoa é evidente. Ela afeta diretamente a sua comunicação com os outros e a percepção que eles têm de você.

Por esse motivo é preciso reforçar que a moda não é parte essencial da consultoria de imagem, mas pode e deve ser uma aliada na construção de uma boa imagem. Dessa forma podemos olhar para as tendências de moda como opções estratégicas para a sua imagem. E quando falamos em inserir tendências estratégicas na construção de uma boa imagem é importante colocar intenção no vestir. Pensar se aquilo que você está usando está comunicando aquilo que você imagina ou deseja. Se a percepção dos outros a seu respeito corresponde a quem você é de verdade.

Isso porque ninguém deve aparentar aquilo que não é ou que não corresponda de fato com a sua personalidade. Por isso, diante de tanta variedade de tendências e opções de estilo, você só deve adquirir aquelas que estão alinhadas com seus objetivos de imagem, sejam eles pessoais ou profissionais. Nesse sentido, o desenvolvimento de uma boa imagem vai muito além do visual e das tendências de moda. É essencial considerar particularidades da personalidade e a essência do indivíduo, por exemplo.

Você deve estar se perguntando como avaliar todos esses critérios para escolher as tendências adequadas para a sua imagem, não é?! Por meio de algumas ferramentas e processos. O principal deles, no meu método de trabalho, é o processo de autoconhecimento. Quando a pessoa já passou por esse processo, e sabe quais são as qualidades predominantes da sua personalidade, se torna mais fácil criar estratégias de imagem que sejam eficazes. E para isso, existem ferramentas que tornam possível fazer com que essas qualidades se tornem visíveis também na aparência. Ficou mais claro qual a importância de uma escolha estratégica das tendências de moda para a sua imagem? Gostaria que, como proposta de reflexão, fizesse uma auto avaliação e compartilhasse nos comentários suas observações.

Você é consumista? – Harper’s Bazaar Brasil

Você faz parte daquele time de mulheres que se joga nas compras ou pertence aquela parcela da ala feminina que pensa duas vezes antes de sair do shopping carregada de sacolas? Se é do tipo que recebe o salário, vai direto às compras e está sempre disposta a ser a primeira a usar uma determinada tendência, não tem jeito: você é uma consumista perdulária.

Se, ao contrário, prefere esperar uma boa oportunidade de compra e está sempre atenta às liquidações, você está entre as consumidoras conscientes. Por que nos diferenciamos tanto no momento da compra?

especialista em Imagem e Astrologia Mariana Queima explica que o nosso perfil de consumo está diretamente relacionado a nossa personalidade. Mariana ressalta que aastrologia também influencia bastante na nossa maneira de lidar com o dinheiro.

voce-e-consumista-harpers-bazaar

A especialista dá cinco dicas preciosas para evitar o consumo desenfreado, faz uma análise do comportamento de cada signo na hora das compras e revela como cada um deles lida com as finanças. Vem conferir as orientações de quem entende do assunto:

1. Saia de casa com uma lista ou objetivo de compra definido, assim você evita as compras por impulso e se atém aquilo que programou;

2. Na dúvida, não compre. Volte para casa e espere pelo menos até o dia seguinte, veja se já não tem no closet algo semelhante;

3. Só compre uma peça nova se já tiver no armário outras que irão combinar. Se não, é certo que precisará comprar mais itens para coordenar;

4. Não compre as novas tendências de moda por impulso. Primeiro pense se é uma tendência que combina com a sua personalidade, que está alinhada com seus objetivos de imagem e se a roupa favorece seu biotipo. E, por fim, se você tem outras peças no guarda-roupa para usar com ela.

5. Em relação aos acessórios, compre sempre na cor que você mais gostou. Não leve na versão mais básica pensando que irá usar mais vezes, porque eles podem ser o ponto de cor do seu visual e dar um efeito mais interessante!

voce-e-consumista-harpers-bazaar-mariana-queima

Agora veja abaixo como cada signo se comporta quando o assunto é dinheiro:

 Áries:

A ariana é mão aberta. Gosta de presentear e materializar seus afetos. Pode ser impulsiva quando se apaixona por alguma peça e costuma gastar dinheiro com mais facilidade do que guarda. É do tipo que vê, experimenta (se tiver tempo!), e vai logo querendo saber aonde está o caixa.

Touro:
Taurinas são conservadoras, sabem poupar e costumam administrar bem suas finanças. São práticas e não gostam de desperdícios. Boas compradoras, têm “olhos clínicos” e identificam um bom investimento, ou uma boa relação custo/benefício. Gostam de coisas boas e duradouras. Preferem ir a bazares, liquidações e outlets, onde podem adquirir coisas de qualidade pelo menor preço.

Gêmeos:

A mulher de gêmeos é esperta, sagaz e intuitiva. Pode comprar bem e vender melhor. Porém, às vezes, pode confiar demais na sua intuição. Pode ser indecisa e volúvel também nos gastos. É influenciável e pode comprar a mesma peça que uma amiga comprou. Deve ficar atenta para não gastar com bobagens, acumulando coisas descartáveis ou de pouca utilidade.

Câncer:

As cancerianas gostam de se auto presentear e são muito generosas com os seus protegidos. Não esperam datas nem comemorações para demonstrar seu afeto. Preferem peças de qualidade e, quando a condição financeira permite, não hesitam diante de produtos de luxo. Gostam de gastar dinheiro com coisas para casa em razão da grande ligação que têm pelo lar. Embora sejam econômicas e avessas a desperdícios, têm um medo atávico de algo lhes faltar. Por isso, gostam de fazer coleções e estoques de tudo (comida, roupas, utensílios de casa e etc). Costumam ter um armário cheio porque não se desfazem de roupas antigas, têm uma relação sentimental com seus pertences.

Veja a matéria completa no site da Harper’s Bazaar Brasil: 

http://harpersbazaar.uol.com.br/moda/voce-e-consumista/

cartela de cores

Cartela de cores: 3 dicas para adequá-las às suas necessidades

As cores são um dos elementos visuais mais importantes para a imagem de uma pessoa. Isso porque cor é energia, vibração e cada cor e suas tonalidades comunicam mensagens. A escolha das cores no visual diz muito sobre nosso estado de espírito, humor e personalidade. E por esse motivo a utilização de uma cartela de cores adequada torna-se essencial para manter uma imagem consistente e positiva.

Além disso, as cores comunicam mensagens e possuem um conjunto de características, tanto positivas quanto negativas. Como exemplo posso citar o vermelho, que transmite força, energia, coragem, autoconfiança, assertividade, mas por outro lado também pode despertar sentimentos e associações negativas como raiva, sangue, arrogância, violência, agressividade. Para que a cor seja percebida de forma positiva é importante avaliar o contexto no qual ela será usada, e que traço da sua personalidade está sendo destacado.

Por esse motivo, no meu trabalho o tempo para conhecer e entender a personalidade de uma cliente é extremamente relevante. Para tanto, utilizo a Astrologia como ferramenta de autoconhecimento. A partir daí é possível saber que cartela de cores reflete a personalidade da pessoa, porque as cores têm características que se correlacionam com o temperamento de cada um.

Na consultoria de imagem é muito comum se utilizar uma técnica que é chamada de análise de cores. Que nada mais é do que um teste presencial aonde o objetivo é descobrir quais são as cores que mais favorecem a coloração pessoal do cliente. Com isso, a pessoa descobre qual cartela de cores (ou grupo) mais harmoniza com seu tom de pele, olhos e cabelos. Mas nem sempre a cartela de cores que mais favorece sua coloração pessoal reflete a sua personalidade.

Quando a cartela de cores não reflete a personalidade da pessoa, é importante que os objetivos de imagem estejam muito claros. E faz parte do meu trabalho identificar esses objetivos em conjunto com os clientes. Com isso posso avaliar quais cores melhor irão transmitir esses objetivos. Pensando em auxiliar quem tem problemas com a cartela de cores eu trouxe três dicas especiais. Confira:  

  1. Quando as cores que refletem a personalidade são mais vibrantes e intensas do que a cartela de cores que mais favorece a sua coloração pessoal.

Isso significa que ao usar cores muito intensas próximas do rosto elas irão se sobressair mais do que você. Fazendo com que a cor da sua roupa chame mais atenção do que você mesma. Para amenizar esse efeito você pode optar por tecidos de superfície opaca, ou usar um acessório próximo do rosto que esteja na sua cartela para fazer uma transição mais suave para a cor vibrante de sua roupa.

  1. O oposto do exemplo anterior – As cores que refletem a sua personalidade são mais sutis e discretas do que as da sua cartela de cores

Nesse caso a percepção é que a pessoa está usando cores mais apagadas do que a sua coloração permite. É como se as cores exercessem um papel mais secundário no seu visual. Usar acessórios nos tons de sua cartela de cores pode compensar e acrescentar esse toque.

  1. Use cores que você se identifica

Usar as cores com as quais você mais se identifica, mas que não te favorecem, na parte inferior do corpo, ou em acessórios como bolsas, sapatos, pulseiras, já que o maior efeito da cor na aparência é naquelas que estão próximas do rosto.

Quer mais dicas sobre identidade visual e imagem? Siga-me nas redes sociais e fique por dentro!

regras de estilo

Regras de estilo: 4 perguntas para entendê-las melhor

Quando falamos em regras de estilo muitas pessoas podem pensar nas listas que muitas revistas fazem sobre o que se deve usar (e de que jeito) de acordo com as tendências da estação, ou mesmo em manuais de estilo que falam sobre o que você deve ou não ter no seu guarda roupa e que tipo de combinações são consideradas de bom gosto ou não.  Mas na minha opinião nada disso são regras de estilo, mas sim tendências que variam com o tempo sobre o que no momento está sendo considerado mais “legal” usar e de que forma, de acordo com determinada revista ou uma pessoa influente dentro do mercado de moda.

Neste artigo estou me referindo as regras de estilo que têm como premissa usar tudo aquilo que harmonize e embeleze a pessoa de acordo com o seu tipo físico e coloração pessoal. Essas regras levam em consideração tamanho, escala, proporção e outros elementos visuais. Existem várias regras de estilo, e tem um grupo de regras que chamamos de truques de ilusão de ótica que servem para disfarçar partes do corpo que a pessoa quer esconder, ou compensar alguma desarmonia. Seja para parecer mais magra, mais alta ou mais bonita. De um modo geral são regras para favorecer o tipo físico, valorizando-o e embelezando a pessoa.

Devido a minha área de atuação no mercado, meu trabalho com identidade visual e imagem, recebo muitas dúvidas relacionadas a regras de estilo. Pensando nisso, resolvi responder as perguntas mais frequentes. Confira:

  1. Qual a importância das regras de estilo?

As regras de estilo têm muita utilidade, afinal, quem não quer se sentir mais bonita, atraente e estilosa? E quem sabe também receber elogios pelo seu bom gosto ou modo de vestir?

Nesse sentido as regras ajudam e orientam a pessoa no desenvolvimento de um estilo próprio, em como manter uma coerência no seu modo de vestir justamente para que um estilo marcante seja percebido pelas outras pessoas. E também para comunicar através da aparência qualidades que deseja que os outros percebam em você. Para tanto leva-se em consideração a sua personalidade, seu tipo físico, estilo de vida e gosto pessoal.

  1. Por que seguir as regras de estilo?

Acredito que uma imagem positiva está relacionada com algum nível de harmonia e coerência. Para se ter uma imagem boa e consistente não tem como abrir mão desses dois requisitos. Dessa forma, algumas regras de estilo devem ser observadas para atingir e passar uma imagem positiva.

  1. O que pode acontecer quando a pessoa não segue regras de estilo?

Acredito que conscientemente ninguém quer passar uma imagem negativa ou depreciativa. Ou mesmo se enfeiar ou se desvalorizar. Isso não traz nenhum ganho, pelo contrário. Assim como também acredito que para criar uma boa imagem não necessariamente seja preciso focar em parecer mais atraente. O importante é que a pessoa consiga comunicar também pela sua aparência suas qualidades ou atributos importantes da sua personalidade  para impactar positivamente a sua interação com os outros.

  1. Como sei quando devo ou não seguir regras de estilo em determinada ocasião?

É preciso saber quais são os atributos e qualidades mais marcantes da pessoa, de sua personalidade, e também quais são seus objetivos de imagem. A partir disso e também do que o seu tipo físico comunica é que essas escolhas de seguir ou não as regras devem ser feitas.

Regras de estilo na prática!

Para te auxiliar na visualização do que disse anteriormente, vou contextualizar com um exemplo de quando você tem um tipo físico que não corresponde à sua personalidade. Uma pessoa do tipo mignon, com traços delicados mas com uma personalidade forte. O tipo físico passa uma imagem de delicadeza ou fragilidade que não condiz com a personalidade.

Nesse caso temos que quebrar as regras que dizem que o mais harmônico seria usar peças delicadas e pequenas para esse biotipo e usar outras que refletem a personalidade. É como se fizéssemos uma compensação através da imagem para passar atributos da personalidade que não são percebidos apenas pelo seu tipo físico.

Espero ter solucionado suas dúvidas e caso ainda tenha alguma basta deixar aqui nos comentários que eu respondo em breve!

consultoria de imagem

O impacto da imagem na autoestima

Quando falamos em autoestima, todos têm uma ideia do que seja. Mas e você, já parou para pensar em como anda a sua? Uma boa autoestima significa que a pessoa se valoriza, está satisfeita com a sua maneira de ser, a forma de pensar ou com a aparência física, expressando confiança em suas ações e opiniões. Todas essas características são importantes quando o assunto é manter uma boa autoestima, mas além delas, têm ainda o impacto da imagem na autoestima e nós vamos falar mais sobre isso hoje.

É natural que em alguns momentos da vida nós não estejamos satisfeitas com todos esses requisitos, certo? A boa notícia é que o ser humano é muito adaptável e pode estar em constante evolução e aprendizagem. Por isso, acredito muito na Astrologia como uma fonte de sabedoria, autoconhecimento, e, sobretudo, como possibilidade de vivermos melhor.

No trabalho que desenvolvo é muito comum me perguntarem qual é a relação entre a autoestima e a imagem. Para mim, o impacto da imagem na autoestima e vice-versa é direto. Quando você está com uma boa autoestima é bem provável que isso se reflita na sua aparência, de alguém que se cuida, que se gosta e se trata bem. Logo, a percepção das pessoas tende a ser a melhor possível a seu respeito. Se você sabe se valorizar, os outros também irão enxergar isso em você.

Mas também observo o caminho inverso na minha prática. Mesmo que a autoestima não esteja alta, depois que a pessoa passa por um processo de autoconhecimento, e começa a ver no espelho as mudanças externas na imagem há um impacto direto na autoestima. Na medida em que você vê no espelho sua imagem melhor, mais alinhada com as suas qualidades e com que você é, a autoconfiança aumenta. Os outros também passam a ter uma percepção melhor sobre você e isso afeta positivamente a sua comunicação com as pessoas.   

No caso da baixa autoestima, a pessoa pode faltar justamente com alguns cuidados em relação à si mesma e passar uma imagem de desleixo, indiferença, e suas atitudes desprovidas de confiança não irão gerar credibilidade, podendo comprometer sua vida profissional. Tudo irá depender do nível em que a pessoa vai deixando de se cuidar e se valorizar.

Portanto, o impacto da imagem na autoestima é bastante evidente. Por esse motivo, no meu trabalho a autoestima da pessoa é sempre um fator muito importante a ser considerado. Devido a essa importância, dedico algumas horas para entender como está o nível de satisfação da pessoa consigo mesma, seja em relação ao seu comportamento, modo de viver ou à sua aparência.
Quando a autoestima de uma pessoa está baixa é preciso fortalecê-la e o primeiro passo é investir no autoconhecimento para identificar quais fatores estão contribuindo para isso.. O segundo é trabalhar esses fatores para que a pessoa consiga através de suas qualidades e forças superá-los.

Veja qual a fantasia perfeita para cada signo e arrase nesse carnaval – Harper’s Bazaar Brasil

Você prefere a descontração dos blocos de rua que estão se multiplicando a cada ano por várias cidades ou faz parte daquele time que adora se divertir nos bailes e festas mais badalados? Seja qual for a sua opção, uma coisa é certa: o que todas nós queremos é arrasar na fantasia, não é mesmo? Das mais simples e tradicionais às mais sofisticadas, o que vale é criatividade, bom humor e muita alegria para se diferenciar no meio da multidão.

É nesta hora que revelamos muito da nossa personalidade. Afinal, ao escolher a fantasia deixamos à mostra o nosso estilo e a nossa maneira de enxergar a vida. É o momento que damos vazão aos nossos sonhos e nos apropriamos do personagem com quem mais nos identificamos.

Como a astrologia influencia diretamente nossa personalidade e o estilo é a expressão dela, você pode escolher a fantasia que mais tem a ver com você através do seu signo solar ou do seu signo ascendente, já que este representa a maneira como você se mostra para os outros e também como te veem.

O fato é que a escolha da fantasia sempre revela um traço da nossa personalidade, ainda que não se tenha consciência. Por isso o melhor da brincadeira é optar por uma que revele um lado que ninguém conhece, se quiser surpreender. O mais importante é você se sentir bem na pele desse personagem! Sereia, Mulher Maravilha, Gueixa, Mulher Gato, Odalisca ou Princesa, não importa. O que vale é abusar da criatividade e se divertirConfira que tipo de fantasia se identifica mais com cada signo:

ÁRIES:

A ariana é ousada, dinâmica, guerreira e decidida. Vai se encontrar fantasiada de heroínas como a Mulher Maravilha, She-ha ou de policial.

Veja a matéria completa no site da Harper’s Bazaar Brasil: 

http://harpersbazaar.uol.com.br/moda/veja-qual-a-fantasia-perfeita-para-cada-signo-e-arrase-neste-carnaval

guarda roupa profissional

Como expressar sua personalidade no guarda roupa profissional

O ano está começando e é nesse início que os planos começam a sair do papel. Se um dos seus é alçar vôos mais altos na vida profissional, você encontrou o artigo certo para te auxiliar em um fator que pode ser o diferencial para receber uma promoção ou uma boa proposta. Hoje vou falar sobre como expressar sua personalidade no seu guarda-roupa profissional e como isso pode influenciar diretamente na sua carreira.

A roupa pode parecer apenas um detalhe diante de tantas qualificações que você possui no currículo, certo? Errado, e eu explico o porquê: o ser humano é por natureza um ser julgador, não existe uma separação clara entre quem é a pessoa e o que ela está vestindo, principalmente quando se trata de relações estritamente profissionais. Por esse motivo, suas roupas influenciam diretamente na percepção de caráter dela, podendo gerar um impacto positivo ou negativo para sua vida profissional.

Pesquisas comprovam que o conjunto de elementos que compõem a imagem de uma pessoa afetam a percepção do outro em termos de caráter, nível social, educacional e outros. Tudo isso acontece em frações de segundos, de forma inconsciente e automática, tornando o julgamento inevitável,  já que ele é instantâneo. Por esse motivo, o guarda-roupa profissional ideal deve levar em consideração alguns fatores, sendo o principal deles a personalidade.

Sendo assim, fica claro que quando a pessoa se veste de forma incoerente com a própria personalidade pode causar muitos erros de percepção e julgamento afetando diretamente a sua comunicação com os outros. Se vestir em desacordo com a profissão escolhida também gera o mesmo tipo de ruído na comunicação com as outras pessoas causando impacto negativo na sua carreira e impedindo que alcance suas metas na vida profissional.

Nesse  sentido, também é muito importante levar em consideração a profissão que você exerce, além do nível de formalidade da sua empresa. Esses fatores irão servir como parâmetro das suas escolhas. Além disso, observar o que as pessoas que ocupam os cargos mais altos na hierarquia vestem pode ser um bom indicador, na medida que são elas que representam a empresa.

Em profissões mais formais e tradicionais como o Direito ou a Medicina, por exemplo, é necessário manter certa discrição no vestir mesmo em momentos fora do ambiente profissional, já que um visual muito extravagante na vida pessoal pode afetar negativamente a percepção na vida profissional. Mas em áreas que trabalham com criação como moda, arte e cinema, por exemplo, tudo é permitido, claro que com uma dose de bom senso. O importante é que haja coerência entre o que é exigido profissionalmente e o quanto você pode ou não flexibilizar esse fator na vida pessoal.

Lembrando sempre que no ambiente corporativo as pessoas precisam enxergar em você suas qualidades como profissional, não só através de suas atitudes e comportamento, mas também pela aparência. A imagem é formada por todos esses fatores, e para que ela seja positiva e eficaz é importante não negligenciar nenhum deles até mesmo na hora de se vestir. Preparado para rever as peças do seu guarda-roupa profissional? Se ainda tiver alguma dúvida deixe aqui seu comentário!

Conheça os diferentes significados do ultravioleta: a cor eleita pela Pantone em 2018 – Harper’s Bazaar Brasil

Eleita no fim do ano passado pela Pantone como a cor de 2018, a ultravioleta é complexa, contemplativa, misteriosa e simboliza a busca por um mundo que está além do nosso.

A cor representa um céu noturno, vasto e ilimitado, e cheio de mistérios a serem desvendados. Evocando a exploração de novas tecnologias e novas galáxias. Ao anunciar o ultravioleta como a cor que reinará este ano, a empresa ressaltou que vivemos uma época em que a criatividade e imaginação precisam estar em alta para enfrentar os obstáculos do dia a dia.

especialista em Imagem e Astrologia Mariana Queima explica que é esta a energia criativa e inspiradora que a ultravioleta traz. A cor também está associada à contracultura, movimentos anticonvencionais e de talentos artísticos. Mariana argumenta que em termos históricos, o violeta sempre teve uma qualidade mística e espiritual.  Ainda é associada a práticas de expansão da consciência, de elevação espiritual e mental.

Ao traçar um paralelo com a simbologia dos signos astrológicos, o ultravioleta é a cor de Sagitário, um signo de ideais elevados, que vive em busca do significado da vida tanto filosoficamente quanto religiosamente. Também tem relação com Peixes, um signo intuitivo, criativo e artístico. E quando associamos a cor com a contracultura, tem muito a ver com as características de Aquário, que é original, à frente de seu tempo, e considerado o signo mais rebelde do zodíaco.

Veja a matéria completa no site da Harper’s Bazaar Brasil: 

http://harpersbazaar.uol.com.br/moda/conheca-os-diferentes-significados-do-ultravioleta-a-cor-eleita-pela-pantone-em-2018/

consultoria de imagem

Por que o autoconhecimento é fundamental para ter uma imagem eficaz

Uma imagem eficaz é aquela que gera percepções positivas e assertivas sobre você quem você é para as outras pessoas, seja na esfera de vida pessoal ou profissional. Porém, quando essa imagem não retrata quem você realmente é, as outras pessoas deixam de conhecer todo seu potencial, o que pode te fazer perder novas oportunidades e fechar portas. Uma imagem, para ser consistente e eficaz, precisa estar em plena sintonia com todos os atributos da sua personalidade. Por isso, o autoconhecimento é fundamental na construção de uma imagem eficaz.

É através do autoconhecimento que a pessoa se dá conta de todo seu potencial, suas qualidades, valores, desafios, e com isso está apta para fazer melhores escolhas que irão impactar positivamente na sua vida e também na sua imagem. Por esse motivo, quando uma imagem é construída sem passar pelo processo de autoconhecimento o resultado passa longe de uma imagem eficaz, pelo contrário, isso porque uma imagem construída sem autoconhecimento não tem consistência e isso afeta diretamente a percepção que as pessoas irão ter a seu respeito. Uma percepção que pode ser equivocada já que as escolhas não estão ancoradas nas características da própria personalidade. Mas sim em outros fatores transitórios e aleatórios, como tendências mercadológicas para citar um exemplo.

Como funciona o processo de autoconhecimento? No meu trabalho esse processo começa através da análise do mapa astral, e depois seguem outras etapas onde é possível aprofundar as características que foram ali reveladas. O resultado após esse processo é exatamente o que você busca, uma imagem eficaz capaz de expressar todo seu potencial e as melhores características da sua personalidade através da imagem. É comum as pessoas não se darem conta de todas as qualidades que têm e como podem e devem usar isso para afetar positivamente sua comunicação com os outros.

Quem não se conhece bem não tem consciência de todo seu potencial, não tem uma noção clara sobre todas as suas forças, nem tampouco de suas dificuldades e possíveis sabotadores internos. Com isso, a imagem que passa para os outros acaba sendo um reflexo dessa falta de domínio sobre quem se é de verdade em vez ter uma imagem eficaz e positiva. Isso acontece porque geralmente a pessoa acaba não tendo um estilo bem definido, já que não faz escolhas tão conscientes, fica mais vulnerável às influências externas na hora de se vestir e a consequência é uma imagem imprecisa, que não comunica claramente a personalidade da pessoa.

Na minha opinião, a pior coisa que acontece quando não se tem uma imagem eficaz e consistente é ser percebida como menos capaz do que se realmente é, e perder oportunidades sem nem ter a chance de mostrar seu potencial. Além do autoconhecimento, na hora de construir uma imagem eficaz é necessário saber quais são seus objetivos de vida, tanto na esfera pessoal quanto profissional e seu estilo de vida, além de outros outros fatores importantes que precisam ser analisados com cuidado.