Posts

Saiba qual a importância da astrologia para a imagem e autoestima – Harper’s Bazaar Brasil

Ter uma boa autoestima é algo que todas nós desejamos, não é mesmo? Uma boa autoestima significa que nos valorizamos que estamos satisfeitas com a nossa maneira de ser, de pensar e com a nossa aparência física, expressando confiança em nossas opiniões.

É natural que em alguns momentos da vida nós não estejamos satisfeitas com todos esses requisitos. A boa notícia é que o ser humano é muito adaptável e pode estar em constante evolução e aprendizagem. Por isso, acredito muito na Astrologia como uma excelente fonte de sabedoria, autoconhecimento, e, sobretudo, como possibilidade de vivermos melhor.

E quando falo sobre Astrologia é bom lembrar que nada substitui uma análise individualizada do seu mapa astral de nascimento. Afinal, ele é fundamental para que possamos entender toda a nossa complexidade. Mas quando se trata de autoestima podemos considerar de uma maneira geral a relação entre seu signo solar, ascendente e seu signo lunar.

Se esses três signos, que são os principais componentes da nossa personalidade astrológica, estão em elementos iguais (fogo, ar, terra ou água) ou harmônicos (fogo com ar ou água com terra) a chance grande é que tenhamos uma boa autoestima e uma propensão a estarmos mais satisfeitas com o que somos. Isso porque os elementos representam diferentes maneiras de perceber a vida.

O signo solar descreve a nossa energia vital, nossa essência, enquanto que o signo lunar retrata o nosso lado emocional, e o ascendente nossa maneira de enxergar o mundo e como somos vistos e percebido pelos outros.

Veja a matéria completa no site da Harper’s Bazaar Brasil: 

http://harpersbazaar.uol.com.br/moda/saiba-qual-a-importancia-da-astrologia-para-a-imagem-e-autoestima/

regras de estilo

Regras de estilo: 4 perguntas para entendê-las melhor

Quando falamos em regras de estilo muitas pessoas podem pensar nas listas que muitas revistas fazem sobre o que se deve usar (e de que jeito) de acordo com as tendências da estação, ou mesmo em manuais de estilo que falam sobre o que você deve ou não ter no seu guarda roupa e que tipo de combinações são consideradas de bom gosto ou não.  Mas na minha opinião nada disso são regras de estilo, mas sim tendências que variam com o tempo sobre o que no momento está sendo considerado mais “legal” usar e de que forma, de acordo com determinada revista ou uma pessoa influente dentro do mercado de moda.

Neste artigo estou me referindo as regras de estilo que têm como premissa usar tudo aquilo que harmonize e embeleze a pessoa de acordo com o seu tipo físico e coloração pessoal. Essas regras levam em consideração tamanho, escala, proporção e outros elementos visuais. Existem várias regras de estilo, e tem um grupo de regras que chamamos de truques de ilusão de ótica que servem para disfarçar partes do corpo que a pessoa quer esconder, ou compensar alguma desarmonia. Seja para parecer mais magra, mais alta ou mais bonita. De um modo geral são regras para favorecer o tipo físico, valorizando-o e embelezando a pessoa.

Devido a minha área de atuação no mercado, meu trabalho com identidade visual e imagem, recebo muitas dúvidas relacionadas a regras de estilo. Pensando nisso, resolvi responder as perguntas mais frequentes. Confira:

  1. Qual a importância das regras de estilo?

As regras de estilo têm muita utilidade, afinal, quem não quer se sentir mais bonita, atraente e estilosa? E quem sabe também receber elogios pelo seu bom gosto ou modo de vestir?

Nesse sentido as regras ajudam e orientam a pessoa no desenvolvimento de um estilo próprio, em como manter uma coerência no seu modo de vestir justamente para que um estilo marcante seja percebido pelas outras pessoas. E também para comunicar através da aparência qualidades que deseja que os outros percebam em você. Para tanto leva-se em consideração a sua personalidade, seu tipo físico, estilo de vida e gosto pessoal.

  1. Por que seguir as regras de estilo?

Acredito que uma imagem positiva está relacionada com algum nível de harmonia e coerência. Para se ter uma imagem boa e consistente não tem como abrir mão desses dois requisitos. Dessa forma, algumas regras de estilo devem ser observadas para atingir e passar uma imagem positiva.

  1. O que pode acontecer quando a pessoa não segue regras de estilo?

Acredito que conscientemente ninguém quer passar uma imagem negativa ou depreciativa. Ou mesmo se enfeiar ou se desvalorizar. Isso não traz nenhum ganho, pelo contrário. Assim como também acredito que para criar uma boa imagem não necessariamente seja preciso focar em parecer mais atraente. O importante é que a pessoa consiga comunicar também pela sua aparência suas qualidades ou atributos importantes da sua personalidade  para impactar positivamente a sua interação com os outros.

  1. Como sei quando devo ou não seguir regras de estilo em determinada ocasião?

É preciso saber quais são os atributos e qualidades mais marcantes da pessoa, de sua personalidade, e também quais são seus objetivos de imagem. A partir disso e também do que o seu tipo físico comunica é que essas escolhas de seguir ou não as regras devem ser feitas.

Regras de estilo na prática!

Para te auxiliar na visualização do que disse anteriormente, vou contextualizar com um exemplo de quando você tem um tipo físico que não corresponde à sua personalidade. Uma pessoa do tipo mignon, com traços delicados mas com uma personalidade forte. O tipo físico passa uma imagem de delicadeza ou fragilidade que não condiz com a personalidade.

Nesse caso temos que quebrar as regras que dizem que o mais harmônico seria usar peças delicadas e pequenas para esse biotipo e usar outras que refletem a personalidade. É como se fizéssemos uma compensação através da imagem para passar atributos da personalidade que não são percebidos apenas pelo seu tipo físico.

Espero ter solucionado suas dúvidas e caso ainda tenha alguma basta deixar aqui nos comentários que eu respondo em breve!